Facebook

Compressor

Existem vários tipos e modelos de compressores, mas todos têm as mesmas funções que são aumentar a pressão e a temperatura do gás refrigerante e bombeá-lo.

O compressor aspira o liquido refrigerante do tanque filtro secador (no circuito com válvula de expansão de seção fixa) ou do evaporador (no circuito com válvula de expansão variável) através da ligação de baixa pressão. Em condições ideais, o compressor comprime o gás refrigerante, aproximadamente de 2 para 12-18 bar no processo, aquecendo-o de 0°C até aproximadamente 70°C e 110°C.

Estes valores de pressão e temperatura referem-se a um sistema ideal. Num veículo a baixa pressão encontram-se entre 1, 2 e 3 bar e a alta pressão situa-se entre 14 a 20 bar, em condições extremas. A temperatura do gás refrigerante pode subir até aos 125°C. O gás quente é bombeado para o condensador sob alta pressão, através da ligação da alta pressão.

O compressor é lubrificado com óleo refrigerante especial. Este óleo mistura-se com o refrigerante quando o sistema de ar condicionado funciona. O óleo lubrificante para o refrigerante R12 é um óleo mineral e o óleo para o refrigerante R134a é um óleo sintético.

O compressor é acionado pelo virabrequim através de uma correia e na frente do compressor encontra-se uma embreagem elétro magnética. Logo que é dada a partida no motor, a polia do compressor, roda livre. Quando se aciona o ar condicionado, a corrente passa pela bobina indutora magnetizando-a. Isto atrai o prato de acionamento fixando-o à polia e diretamente ligado ao eixo do compressor, acionando desta forma o eixo do compressor.

Quando a embreagem está ligada, o compressor acelera de acordo com a velocidade do motor. Quando é desligado, a corrente deixa de passar na bobina indutora, o prato afasta-se da polia da correia, parando assim o eixo do compressor. Este processo é completado por molas de retorno.



Facebook Follia
Animus Web