Facebook

Pneus

O pneu de um automóvel moderno consiste num invólucro semitubular de borracha, cheio de ar, montado em volta da roda. Possui uma carcaça interior resistente, com cabos metálicos (talões) incorporados na zona de contato com a roda e paredes laterais flexíveis, destinadas a absorver as cargas que lhes são impostas. As ranhuras da banda de rodagem, ou rasto, facilitam a aderência ao solo em variadas condições de rolamento.

Existem três tipos principais de pneus, cuja denominação varia conforme os três processos principais de fabricação da carcaça: diagonais, com lonas cruzadas, radiais e diagonais com lonas estabilizadoras na banda de rodagem.

Os pneus além de contribuírem para o conforto do veículo, já que funcionam como uma almofada de ar sobre a qual este se apóia, tem de suportar esforços consideráveis quando o automóvel acelera, freia ou faz uma curva. Um pneu deverá ser suficientemente resistente aos choques mas também suficientemente flexível para os amortecer; corresponder com exatidão ao comando da direção sem deflexões causadas por irregularidades do pavimento; assegurar uma boa aderência na tração, aceleração, nas frenagens e ao fazer curvas; corresponder a todos esses requisitos em quaisquer condições atmosféricas e sobre todos os pavimentos, molhados ou secos, sem sobre aquecer.

Deve também assegurar uma condução confortável, ser silencioso e Ter uma longa duração. Já que um pneu não poderá preencher totalmente todos estes requisitos, deverá corresponder a uma solução de compromisso entre eles. Atualmente, verifica-se uma tendência para projetar a suspensão de acordo com um determinado tipo de pneu.



Facebook Follia
Animus Web