Facebook

Faróis

Para além das luzes de presença (as lanternas) – brancas à frente e vermelhas à trás – todos os automóveis devem ter duas luzes de intensidade máxima (os faróis altos), com um alcance mínimo e outras duas de intensidade média (os faróis baixos), com um alcance máximo de 30 m. , e dirigidas para o solo. São também obrigatórias por lei as luzes de mudanças de direção (pisca pisca). Os automóveis devem ainda apresentar dois refletores vermelhos de substância catadiótrica (refletores), que assinalam a presença do automóvel, de noite, com as luzes apagadas.

Hoje em dia, filamentos independentes, existentes numa única lâmpada em cada farol, emitem a luz de faróis altos e de baixos. Num sistema de quatro faróis os dois faróis adicionais são geralmente de longo alcance e apagam-se quando se aciona o interruptor dos faróis baixos. Todos os faróis têm a possibilidade de regulagem para modificar o feixe luminoso.

A fonte luminosa consiste geralmente num filamento de tungstênio alojado quer numa ampola, quer num farol selado (conjunto óptico, ou óptica). O feixe luminoso é modificado por refletor e por prismas existentes no vidro do farol.

No caso de filamentos duplos, o dos faróis alto está geralmente localizado no foco do refletor para se obter um feixe luminoso paralelo na faixa de rodagem e apontado para frente. O filamento dos faróis baixos encontra-se quer fora do centro, quer parcialmente oculto, de forma a ser usado apenas a metade do refletor e assim emitir um feixe luminoso voltado para baixo e mais amplo.



Facebook Follia
Animus Web