Facebook

Homossinética

O impacto resultante do arranque de um automóvel de motor dianteiro e tração nas rodas traseiras é amortecido pelo eixo de transmissão, bastante longo, torce ligeiramente, retornando depois à sua posição original. Nos automóveis de tração dianteira e nos modelos com motor e tração na traseira, os semieixos transmitem o movimento, sendo demasiado curtos, não torcem, pelo que o choque é amortecido pôr cardans existentes em ambas as extremidades do diferencial.

Existem dois tipos de cardans, num deles, uma cruzeta com buchas de borracha está fixada às forquilhas. A borracha comprimida faz de amortecedor. No segundo tipo, uma almofada sextavada de borracha absorve o choque da transmissão e permite a articulação.

Em alguns casos, a elasticidade de almofada de borracha permite ligeiras variações no comprimento do semieixo, tornando desnecessária a existência da ligação estriada deslizante. Os cardans que permitem o movimento do volante de direção nos automóveis de tração dianteira têm de permitir ângulos de 30º , ou mais, entre os eixos primários e secundários. Neste caso, recorre-se a uniões homocinéticas, ou seja de velocidade constante, já que as flutuações de velocidade em cardans do tipo HOOKE, a tais ângulos, não permitiriam uma condução suave. Assim, o eixo secundário roda, constantemente, à mesma velocidade do eixo motor.



Facebook Follia
Animus Web